Home  |  Contato Conosco  |  Quem Somos  |  Blog  |  Links Úteis



Em segundo lugar, depois de Petra, na lista dos destinos preferidos da Jordânia, temos a antiga cidade de Jerash que tem uma história de presença humana que remonta a mais de 6500 anos.

Jerash fica uma planície rodeada de áreas arborizadas e montanhosas e de férteis bacias hidrográficas. Conquistada pelo General Pompeu em 63 a.C., ficou sob domínio romano e foi uma das dez grandes cidades romanas da Liga de Decápolis.

A era dourada da cidade foi durante o domínio romano, durante o qual era conhecida por Gerasa e, hoje em dia, o local é considerado uma das cidades romanas da província mais bem preservadas do mundo. Escondida durante séculos na areia, antes de ser escavada e restaurada nos últimos 70 anos, Jerash é um belo exemplo do grandioso urbanismo romano provincial e formal que é encontrado por todo o Médio Oriente com ruas de colunatas e pavimentadas, templos altaneiros no topo das colinas, belos teatros, amplas praças públicas e largos, banhos públicos, fontes e muralhas da cidade nervuradas por torres e portas.



Por debaixo da sua aparência externa greco-romana, Jerash preserva ainda uma mistura subtil do oriente e do ocidente. A sua arquitectura, religião e idiomas reflectem um processo de união e coexistência de duas poderosas culturas: o mundo greco-romano da bacia do Mediterrâneo e as tradições do Oriente Árabe.

A moderna cidade de Jerash fica a leste das ruínas. Enquanto o velho e o novo partilham a muralha da cidade, a conservação e planeamento cuidadosos assistiram ao desenvolvimento d própria cidade para além das ruínas, por isso não há avanços nos locais antigos.



 

On the Map

View Where to go in a larger map